João Paulo Seara Cardoso (1956-2010)

jp_bio

PT
Teve formação no domínio da animação socio-cultural, do teatro e das marionetas. Frequentou os cursos do Institut Nacional d’Éducation Populaire e do Institut International de la Marionnette. Teve como principais mestres Marcel Violette, Lopez Barrantes, Jim Henson e João Coimbra.

Iniciou a sua atividade teatral e formação no Teatro Universitário do Porto.

Dedicou-se à pesquisa e reconstituição do Teatro Dom Roberto, fantoches populares portugueses e recebeu de Mestre António Dias a herança desta tradição secular. Efetuou cerca de mil e quinhentas representações do Teatro Dom Roberto.

Para a Radiotelevisão Portuguesa criou e dirigiu quatro séries de programas para a infância: A Árvore dos Patafúrdios, Os Amigos de Gaspar, Mópi e No Tempo dos Afonsinhos.

No domínio da literatura infantil tem nove livros publicados, a maioria dos quais peças de teatro. A sua primeira obra “Dás-me um tesouro?” foi premiada pela Associação Portuguesa de Escritores.

Foi diretor artístico e fundador do Teatro de Marionetas do Porto, tendo encenado todos os espetáculos apresentados pela companhia, de 1988 a 2010. As suas criações foram apresentadas em diversos países: Portugal, Holanda, Espanha, Inglaterra, Irlanda, Itália, Bélgica, Canadá, França, Suiça, Cabo Verde, Áustria, China, Brasil, Polónia, República Checa, Israel e Marrocos.

Com a coreógrafa Isabel Barros codirigiu dois espetáculos explorando o cruzamento das marionetas e da dança: “3ª Estação” e “Hamlet Machine”.

Encenou autores como: Aquilino Ribeiro, Samuel Becket, Eugene Ionesco, Al Berto, Gregory Motton, William Shakespeare, António José da Silva, Lewis Carrol, A. Milne, Almada Negreiros, Heiner Muller, Marguerite Duras, Alfred Jarry e Luísa Gomes.

Foi professor da cadeira de Interpretação Teatral no Balleteatro Escola Profissional.

O Museu das Marionetas do Porto, era o seu grande SONHO…

Com Isabel Barros teve duas filhas, Mafalda e Francisca.


EN
He had training in socio-cultural animation, theater and puppets. Attended courses of the Institut National d’Éducation Populaire and the Institut International de la Marionnette. As main masters he had Marcel Violette, Lopez Barrantes, Jim Henson and João Coimbra.

Started theatrical activity and training in Teatro Universitário do Porto.

Devoted himself to the research and restoration of Teatro Dom Roberto, portuguese popular puppets and received from Mestre António Dias the inheritance of this secular tradition. Performed about fifteen hundred representations of Teatro Dom Roberto.

For national Portuguese television, he created and directed four series of programs for children: “A Árvore dos Patafúrdios”, “Os Amigos de Gaspar”, “Mópi” and “No Tempo dos Afonsinhos”.

In the field of children’s literature he has published nine books, most of which are theater. His first work “Dás-me um tesouro?” was awarded by Portuguese Writers Association.

Artistic director and founder of Teatro de Marionetas do Porto, having directed all the shows presented by the company, from 1988 to 2010. His creations were presented in several countries: Portugal, the Netherlands, Spain, England, Ireland, Italy, Belgium, Canada, France, Switzerland, Cape Verde, Austria, China, Brazil, Poland, Czech Republic, Israel and Morocco.

With choreographer Isabel Barros he co-directed two shows exploring the fusion of puppetry and dance: “3ª Estação” and “Hamlet Machine”.

Directed authors such as: Aquilino Ribeiro, Samuel Becket, Eugene Ionesco, Al Berto, Gregory Motton, William Shakespeare, António José da Silva, Lewis Carrol, A. Milne, Almada Negreiros, Heiner Muller, Marguerite Duras, Alfred Jarry and Luísa Gomes.

Taught theatrical interpretation at Balleteatro Escola Profissional.

The Museu das Marionetas do Porto, was his big DREAM…

With Isabel Barros he had two daughters, Mafalda and Francisca.

Pilotar marionetas com engenho

Entrevista por: Ricardo Miguel Gomes
in “UPORTOALUMNI”, nº 10, II Série, março de 2010
ler mais


Archéologie et invention

Entrevista por: Christine Zurbach
in “PUCK – La Marionnette et les Autres Arts” – L’opéra des marionnettes. Nº 16. 2009
ler mais


A propósito de Cabaret Molotov

Entrevista por: Carla Ferreira,
in revista “Baalzine”, 2008
ler mais


Vinte anos volvidos

Entrevista por: Isabel Peixoto
in “Jornal de Notícias”, 2008
ler mais


João sem medo de existir

Entrevista por: Goretti Teixeira
in “Notícias da manhã” suplemento “das Artes, das Letras”, 2008
ler mais


Cabaret Molotov

Entrevista por: Sónia Esteban
in Revista “Elegy”, 2007
ler mais


A propósito da apresentação da peça Os Encantos de Medeia

Entrevista por: Margarida Reis (MR),
in “Jornal do Teatro D. Maria II”, 2006
ler mais


 

Deveras… veras, reveras e tataraveras

Entrevista por: Paulo Eduardo Carvalho
a propósito da apresentação da peça Os Encantos de Medeia
2005
ler mais


Magia sem Fios

Entrevista por: José Dias
in “Notícias Magazine”, 2003
ler mais


Tendo começado a fazer Teatro “convencional”

Entrevista por: Elisabeth Gruen
in “Westdeutsche Zeitung”, 2001
ler mais


in O Primeiro de Janeiro

Entrevista por: Andreia Marques Pereira
in “O Primeiro de Janeiro”, 2001
ler mais


O que pode esperar o público deste Macbeth?

in “ajanela.com”, 2001
ler mais


As Marionetas estão na vanguarda das Artes Cénicas

Entrevista por:
Valdemar Cruz
in Catálogo da Exposição, Museu da Marioneta de Lisboa, 2001
ler mais

A Linguagem Sensível…

2008
ler mais


O Nada e o Silêncio em Beckett

2006
ler mais


Há na Glória Padecer

2005
ler mais


Sobre a encenação de Macbeth

2005
ler mais


Teatro de Marionetas – Tradição e Modernidade

2004
ler mais


A Falta de Vida

ler mais

Comunicação do encontro de literatura infantojuvenil de Pombal

ler mais

Reflections on a Masterclass with João Paulo Seara Cardoso

by Niamh Lawlor, Púca Puppets, Ireland
ler mais

Marionetas do PortoJoão Paulo Seara Cardoso (1956-2010)